Postado 29 setembro 2013

Resenha: Baile de Gelo em Nova York

Por Regiane Cristina S.







Título: Baile de Gelo em Nova York
Autor: Fabrice Colin
Nº de páginas: 296
Ano Edição: 2013
Editora: Rocco
Tradutor: Pedro Afonso Vasquez






“ Desde o acidente, não me lembro de nada. A única coisa que eu sei é que meu nome é Anna. Ao meu redor, tudo é branco, bonito, leve. Mas sinto que alguma coisa está errada, que eu corro perigo. Preciso lembrar..

Q   uando eu peguei esse livro em mãos eu não fazia ideia do rumo que a história tomaria. Digamos que a sinopse condiz com a obra de Fabrice Colin, mas vai muito além - o que fez minha cabeça dar várias voltas ao ponto de me fazer criar diversas suposições para justificar toda "loucura" apresentada em suas páginas.

Depois que Anna Claramond foi derrubada por uma limosine branca, sua vida mudou completamente. Ao ser socorrida pelo galanteador e herdeiro do império Seth-Smith, a garota deixou seu cotidiano aparentemente sem graça para ter dias cheios de luxo, beleza e glamour. 

Enquanto de um lado existe o amável Wynter (que a resgatou do acidente) por outro lado há um personagem totalmente misterioso, considerado demônio para alguns e vingador para outros. Ele é conhecido como o MáscaraLogo Anna perceberá que ambos serão essenciais para ela entender melhor o seu passado, mas para isso, ela correrá grandes riscos.

Eu levei um tempo para absorver a história criada pelo francês Colin. A escrita é simples e não encontrei dificuldade alguma em prosseguir com a leitura. Aliás, eu devorei esse livro em poucas horas, pois ele é envolvente, porém foi essencial prestar atenção aos mínimos detalhes, porque há elementos complexos que fazem todo sentido no final.

Os personagens não me agradaram muito, pois eles não possuem profundidade. Tenho a consciência que essa questão é justificável para compreensão do livro ao término, mas mesmo assim, acho que o autor deveria ter explorado melhor as características deles.  Não gostei muito de algumas atitudes iniciais de Anna, por exemplo: como ela cedia facilmente aos caprichos e as vontades de Wynter.  Claro que ao longo da história Anna questionou certas coisas, e foi por conta disso que senti um pouco de afeição por ela. Wynter não me agradou em nada. Muito pomposo e exagerado demais para meu gosto. Já o mordomo de AnnaJacob - eu achei bem interessante. Adorei o seu jeito excêntrico e todo cuidado para com a protagonista. O Máscara com certeza é um dos personagens que mais me chamaram a atenção, mas fiquei desapontada pelas raras vezes que ele entrou em cena. Iris a irmã de Wynter também me cativou, por ter atitudes bem contrárias a ele e aos seus pais.

O romance entre Anna e Wynter me deu nos nervos. Achei patético o modo instantâneo que eles se envolveram e se declararam apaixonados - soando em algo forçado e superficial. Só que no fundo, eu tinha quase certeza que havia uma justificativa plausível para ser dessa forma. Eu estava certa sobre isso, mas de qualquer maneira não me agradou. 

A narração é em 1ª pessoa e obviamente do ponto de vista de Anna. É totalmente repleta de detalhes. Os cenários são muito bem descritos e ricos, facilitando na hora de imaginá-los. Apesar disso, tudo que ocorre na vida da garota é meio sem pé e sem cabeça e existem muitos mistérios envolvidos na história, como o sumiço inexplicável de seus pais. Mas são esses ingredientes que me manteve presa do começo ao fim. E ao chegar ao tão ansioso fim, eu me senti um pouco frustrada por ter dado um gás na leitura e acabar descobrindo que tudo fazia sentindo em quatro míseras páginas. Tive uma sede enorme de saber mais. Desejei um epílogo mais extenso, e infelizmente não havia como ser assim. O jeito foi me contentar com o que eu tinha em mãos e refletir com calma sobre os acontecimentos anteriores para entender a ideia do autor. 

Após pensar e repensar sobre o livro, conclui que Fabrice Colin não teve a intenção de criar uma trama convencional. No fundo ele quis desenvolver algo capaz de aguçar a percepção intelectual de cada um de seus leitores.

O Baile de Gelo em Nova York possui uma história envolvente e aparentemente nonsense, cheia de mistério, capaz de prender a atenção até a última linha.  

Não deixe de conferir a Fanpage e o Twitter da Rocco.

17 comentários:

  1. Eu não sei, mas tenho pouco curiosidade de ler esse livro, porém quem sabe as coisas mudam algum dia, haha. Beijos,

    http://arimaciel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Todas as resenhas que eu vi desse livro a opinião é mais ou menos a mesma e a nota é sempre 3 ou menos estrelinhas mas mesmo assim eu tenho vontade de ler. Achei a capa e o título bem interessante e imaginava um super livro com uma super história sabe? Infelizmente não foi assim, mas sei lá, eu tenho uma coisa com esse livro, não vou sossegar enquanto eu não ler ele. haushauhs :x

    Beijos!
    http://prateleiracolorida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu morro de curiosidade nesse livro por causa dessa capa linda.
    Odeio quando romances instantâneos ocorrem em um livro. Gosto de algo mais verossímil e verdadeiro.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Confesso que nunca tinha visto nenhuma resenha de Baile de Gelo em Nova York, mas fiquei intrigada com tudo o que você disse. Não é um livro perfeito, eu percebi, mas mesmo assim senti uma grande vontade de ler. Quem sabe mais para frente? Beijos, http://rehabliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Bem, não conhecia ainda este livro e fico grata a você por me mostrar e resenhar este livro. Pois fiquei encantada com a história e com a personagem. Gosto de mistérios e esse pelo jeito vai ser minha leitura do mês. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito do nome mas acho que a capa deveria ser um pouco mais elaborada. Estou aqui ainda na dúvida se leria,porém acho que me arriscaria a ler.É sempre bom mudar de ares.

    ResponderExcluir
  8. Esses detalhes todos podem me incomodar um pouco, mas gostei da resenha e quero ler!! Gosto muito de livros de romance e espero gostar desse.

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia essa obra, mas já me apaixonei só de ler sua resenha. Vou procurar ele em pdf mesmo, assim tenho a chance de ler mais rápido. Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  10. Eu achei que esse livro fosse algo mais conto de fadas, mas ele parece ser bem diferente do que imaginei. Confesso que fiquei um pouco desanimada, mas leria para tirar minhas próprias conclusões, afinal o livro me chama atenção.
    Abraços, Raquel.

    ResponderExcluir
  11. Olá, quando lançou esse livro me chamou a atenção pelo nome e a capa mais confesso que nem sabia direito o que esperar do mesmo...pela sua sinopse agora já temos alguma ideia do que o livro trata mais também achei meio artificial alguns aspectos da história..mais quem sabe eu lendo eu mudo de opinião ?

    ResponderExcluir
  12. Quando vi o título desse livro pela primeira vez, achava que ia ser um romance bem leve, Rê! Lendo a sua resenha, percebi que não, mas tenho vontade de lê-lo desde que soube do lançamento. Títulos e capas contam muito para mim, e raras vezes me decepciono com alguma história. Não sou adepta de livros de suspense, exceto policiais, mas esse com certeza eu leio! Bela resenha! Parabéns, beijos!

    ResponderExcluir
  13. Apesar da bela capa e da sinopse que a princípio me fez querer ler o livro..essa foi uma leitura que eu não consegui desenvolver. Não sei se não estava num momento certo para esse tipo de livro, ou se realmente senti o romance enfadonho. Mas afastei o livro e deixei para outra oportunidade, esperando que então eu consiga o instante que concilie meu humor com o gênero do livro.
    Bjss,
    Annie
    http://omezanino.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Gostei da resenha, mas apesar da capa ser linda a historia não me chamou muito a atenção, não gosto muito deste tipo de romance, prefiro aqueles em que a mocinha é mais rebelde ou coloca o mocinho no lugar dele quando precisa.

    ResponderExcluir
  15. A capa é tão bonita e pela resenha não achei que fosse toda essa história. o.O
    Então não temos nem um triozinho querido pra suspirar? Se tiver a oportunidade de lê-lo espero ser tão compreensiva com um epílogo tão curto como você foi com o autor.

    ResponderExcluir
  16. Bom gostei da capa da premissa mas não acho que vai ser um livro tão bom assim, quem sabe eu leia mais pra frente, apesar de ser de um estilo que eu goste.

    ResponderExcluir
  17. Vou começar pela capa do livro que é linda demais. Tenho imensa curiosidade sobre o livro e quero muito ler. Amei sua resenha.

    ResponderExcluir