Postado 17 março 2013

Sugestão de Leitura #07

Por Regiane Cristina S.

Olá, pessoal!

O livro de hoje é bem conhecido, mas como ele me cativou muito, não poderia deixar de indicá-lo aqueles que ainda não leram.  A obra de Markus Zusak possui uma narradora interessante - a Morte - a qual Liesel Meminger encontrou por três vezes, e por esse motivo a mesma resolveu contar a história triste e comovente dessa menina.

“ 
EIS UM PEQUENO FATO:
Você vai morrer
 ” 

Liesel é obrigada a aprender a lidar com sofrimento desde cedo: É a morte do irmão caçula, a sua mãe que lhe entrega a pais adotivos Hans e Rosa Hubermann. E para completar seu destino árduo, ela vive no auge da guerra e do nazismo, rodeada de crueldade e desespero. É impossível não se afeiçoar a essa garota, pois mesmo diante de tantas situações ruins, Liesel consegue manter seus valores intocáveis e puros, mostrando-se  muito forte e madura para sua idade.  Contudo, a única forma que ela encontra para driblar sua realidade triste e crua, é buscando sabedoria e conhecimento em cada livro roubado. 

Markus Zusak tem um modo bem peculiar de escrever. Algo que me agradou muito, pois adoro autores que ousam e vão além do convencional. Com certeza, esse é um dos melhores livros que eu já li. Confesso que estou bem ansiosa pela adaptação cinematográfica. Espero que supere minhas expectativas.

A Menina Que Roubava Livros é um trabalho primoroso, encantador e emocionante. Uma obra que traz lições de vida válidas para qualquer ser humano. É uma leitura indispensável, além de ser um prato cheio para aqueles que adoram livros que retratam a Segunda Guerra Mundial. 




Título: A Menina que Roubava Livros
Autor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca
Edição: 2007

Sinopse: A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que lhe dá lições de leitura. Alfabetizada sob vistas grossas da madrasta, Liesel canaliza urgências para a literatura. Em tempos de livros incendiados, ela os furta, ou os lê na biblioteca do prefeito da cidade. A vida ao redor é a pseudo-realidade criada em torno do culto a Hitler na Segunda Guerra. Ela assiste à eufórica celebração do aniversário do Führer pela vizinhança. Teme a dona da loja da esquina, colaboradora do Terceiro Reich. Faz amizade com um garoto obrigado a integrar a Juventude Hitlerista. E ajuda o pai a esconder no porão um judeu que escreve livros artesanais para contar a sua parte naquela História. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa deste duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto - e raro - de crítica e público.
Fonte da foto AQUI.
Até a próxima sugestão de leitura!

23 comentários:

  1. Eu já li esse livro e amei!
    A Morte dá um toque divertido a narrativa.
    Uma históra muito triste e bonita!

    Beijos
    Tífy Baesso

    ResponderExcluir
  2. Este livro é maravilhoso, é emocionante sem ser pesado, faz a gente refletir. Também indico.

    ResponderExcluir
  3. Eu li esse livro e também recomendo! Li por causa de uma recomendação de uma amiga. É muito bom!

    www.meuslivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Acredita que ainda não li esse livro? Pois é!
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Uma ótima dica! Li o livro e me emocionei muito, super encantador A Menina que roubava livros, triste, mas lindo ;)

    Bjs

    Da Imaginação a Escrita

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li. Tenho vontade =) Boa dica! Adorei a foto!
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Eu amo muito esse livro! É ótimo mesmo!
    Foi uma ótima dica!

    Beijos
    Rafa-Eu + Livros

    ResponderExcluir
  8. Que legal! Adorei o post! ótima dica!Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Li este livro algum tempo atrás, e, nossa, ele é perfeito.
    As personagens são cativantes e você acaba se emocionando muito com o que vai acontecendo com elas. Uma leitura ótima pra todos.

    Beijos
    fromafallenangelsheart.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Eu simplesmente amo esse livro. Não entendo como a maioria das pessoas não gostam. Mal posso esperar pelo filme!

    ResponderExcluir
  11. Oi Regiane!

    Realmente maravilhoso. Acabei de reler e me encantar novamente. Também esperando ansiosamente a adaptação cinematográfica, que espero que mantenha a narradora e o mesmo clima do livro.

    Beijos!

    Fernanda

    ResponderExcluir
  12. Eu amei esse livro. Espero que a adaptação cinematográfica seja tão boa quanto o livro <3

    ResponderExcluir
  13. Sou completamente apaixonada por esse livro e pelo autor também. Estou super ansiosa pra assistir a adaptação no cinema! :)

    ResponderExcluir
  14. Esse livro é completamente maravilhoso. Sou apaixonada e sempre tenho vontade de relê-lo. A história é perfeita demais.

    ResponderExcluir
  15. Oi, flor

    não conhecia seu blog (cheguei nele pelo twitter) e achei bem fofo, adorei...

    eu já li esse livro, tem bastante tempo, logo que ele foi publicado e gostei bastante, achei triste, gostei muito da Liesel e fiquei fã do autor.


    bjiss

    Jaira

    Livros e Versos

    http://livroseversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Já me indicaram esse livro várias vezes, eu tenho o 'Eu sou o mensageiro', mas abandonei. Mas me disseram que 'a menina' é bom demais, pela resenha me mais vontade ainda de lê-lo!

    ResponderExcluir
  17. Livro espetacular, como muitos livros tratados com o tema de nazismo geralmente são meio tristes, mas não deixam de perder o valor, são expressivos, sentimentalmente que até nós mesmos nos imaginamos no lugar em que essa época foi de forte tamanho e crueldades e não há como não sensibilizar com os personagens, marcantes e únicos. Emoção, é tudo que se pode descrever nesse magnífico livro, ao ver uma garotinha que quer aprender a ler, apesar das suas dificuldades e momentos vividos por ela, a sua força de vontade foi bem maior, o autor soube expressar todas as necessidades e desejos de uma pequenina que nasce em um momento do estopim da Guerra, onde parece que não existe esperanças, Liesel é demonstrada até que forte, pois é ela quem tenta acalmar os outros personagens no momento crucial dos ataques, mas não deixa de ser inocente com seus medos, o autor demonstrou que o importante nas horas difíceis é manter a calma e ficar ao redor de quem possa dar conforto e alegria, e que quando você quer uma coisa, basta fazer com todas as maneiras para conseguir, sem desistir, indo até os últimos traços de esperanças e assim se realizar de uma maneira boa.

    ResponderExcluir
  18. Sempre queis ler esse livro, desde que ele foi lançado, e já tive a oportunidade, mas não sei qual o motivo, nunca peguei ele para ler, mas pelo que já vi as pessoas falarem, a história é realmente boa e envolvente.

    ResponderExcluir
  19. Eu adoro esse livro! Algumas passagens, me marcaram, e também, claro, algumas frases da Morte. Não tava esperando por aquele final. A Liesel descobre uma maneira inesperada, naquele contexto, pra seguir... Ótima dica :)

    ResponderExcluir
  20. Esse é sem dúvida um dos melhores livros que eu já li. É uma ótima recomendação para qualquer pessoa, e sempre o recomendo. A história me chamou a atenção e eu não consegui parar de ler ele. Markus Zusak nos dá várias lições de vida e nos surpreende bastante com o final

    ResponderExcluir
  21. me falaram muito bem desse livro e eu quero muito ler, só to com medo de largar o livro pois não é bem o tipo de livro que eu costumo ler.
    Mas a sinopse me cativou de um jeito bem estranho. hahahaha Vai pra minha meta de leitura.

    ResponderExcluir
  22. Adoro histórias que tem como cenário a Segunda Guerra Mundial. Após tantos anos do holocausto, essas obras nos mostram a visão dos diferentes pontos de quem viveu o período. E é tão bacana o contraste entre a crueldade, a delicadeza e o sofrimento de vidas que foram interrompidas e destruídas da forma mais cruel e impensável por nós, fechados em nosso mundinho confortável.
    A menina que roubava livros é uma obra marcante, encantadora que, com certeza, marca quem a lê.
    http://vanille-vie.blogspot.com/

    ResponderExcluir