Postado 04 janeiro 2013

Resenha: Não Conte Para a Mamãe

Por Regiane Cristina S.






Título: Não Conte para a Mamãe: Memórias de uma Infância Perdida
Autor: Toni Maguire
Nº de páginas: 308
Ano Edição: 2012
Editora: Bertrand Brasil









“ Eu sentia segurança no amor de minha mãe. Ela deveria ter mandado ele parar. Não mandou. ” 


Quando eu peguei esse livro, já tinha consciência de que não seria uma leitura nada fácil. Eu terminei-o chocada, pasma e revoltada. A história de Toni Maguire é demasiadamente dramática e triste.

Antoinette tinha apenas seis anos quando foi violentada pela primeira vez pelo próprio pai. Mesmo sendo tão pequena, todas as cenas ficaram bem gravadas na mente da menina. Esse acontecimento terrível daria o fim a uma infância normal e daria o início a pesadelos constantes.

Seu pai sem escrúpulos, ainda pedia à menina que mantivesse segredo. Assustada com tudo aquilo, depositou a esperança em sua mãe. Sentia que ao contar para ela, teria seu apoio, mas infelizmente ao invés disso, ela sofreu negligencia por parte dela. E o pior, pediu a Antoinette que nunca mais tocasse naquele assunto.

Não era só o abuso que ela sofria, havia violência física, descaso, sadismo e assédio moral. Aquela menina teve sua vida destruída, dentro da sua própria casa. 

Não deu nem tempo de eu virar a última página do livro, sem ter meus olhos inundados de lágrimas e com uma imensa vontade de gritar e xingar. Era uma monstruosidade atrás da outra, que fez o meu estomago revirar. Antoinette foi forte demais. Eu não teria aguentado nem um terço do que ela passou. Ter seus sonhos de menina destruídos e uma vida marcada para sempre é algo que nem uma criatura merece passar. 

É um relato bem difícil de ser digerido, mas ao mesmo tempo fundamental. Existe muito disso por aí, portanto esse livro serve como um alerta. A narração é apresentada em 1ª pessoa, do ponto de vista de Toni Maguire, que varia entre passado e presente. Fiquei admirada com a capacidade da autora de ter conseguido expor todos os detalhes sórdidos que ela passou nas mãos dos seus pais.

Mesmo nos momentos escassos de “felicidade” que a garota teve, eu não conseguia ver beleza ou deixar de ficar tensa, pois conhecendo a temática, não tinha como não imaginar o que viria a seguir. Eu sentia vontade de me adentrar na história e fazer todos aqueles que fizeram a pequena Antoinette sofrer, pagarem.

Outra coisa que me fez admirar Toni Maguire foi sua superioridade em cima de toda essa sujeira. Ela teria todos os motivos do mundo para nunca mais querer ver ou ter contato com seus pais, mesmo depois de tantos anos, pois aqueles dias repugnantes que tanto lhe destruíram, jamais deixariam de existir em suas lembranças. 

Não Conte Para a Mamãe é um livro tenso, com uma realidade pesada e crua. Passa longe de ser agradável, mas tem suas vantagens. Essa biografia revela o quanto algumas pessoas podem agir de forma má e sem nenhum arrependimento. A história contada aqui, choca, mas é recomendável. 

33 comentários:

  1. Nossa amei sua resenha! Eu tinha um certo receio para ler esse tipo de história. O único livro que li com esse gênero foi "Belle" e eu amei! Fiquei chocada com a história, achei um absurdo a protagonista ter sofrido um abuso com 15 anos e por um estranho, mas em "não conte para mamãe" chega a ser mais forte né? Poxa a menina tinha 6 anos, que absurdo! Quem sabe eu leia este livro, achei interessante a história.

    Te convido para participar do "Espaço do leitor" lá você poderá enviar uma resenha e divulgar seu blog, saiba como participar.

    Você gosta de fazer resenhas? Que tal participar do "Espaço do leitor" e divulgar o seu trabalho e blog. http://www.doceabril.com.br/2013/01/espaco-do-leitor-participe-voce-tambem.html

    ResponderExcluir
  2. Oi..

    Meu Deus. Deve ser realmente chocante e revoltante ler algo assim. Perturbador.
    Não curto muito livros desse gênero, mas deve ser, como você disse, recomendável aos fãs de autobiografias, apesar de aparentar ser assustador.

    Ótima resenha :)

    João Victor, Amigo do Livro
    amigodolivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nossa Reh, que livro tenso! Digo isso porque a gente sabe que isso existe e é impossível não se colocar dentro da história, não é mesmo? Como você disse, dá vontade de xingar, gritar e até socar a cara de um... Eu fico horrorizada e com os sentimentos à flor da pele. Também não teria força para encarar uma situação dessa.

    Lembro que li um livro chamado Sorte, um caso de estupro, no qual a própria autora conta sua história e todo o processo de ir para a justiça e tal. Menina, fiquei tensa demais, o livro influenciou meu humor no dia a dia de tal forma que fiquei assustada por muito tempo.
    É interessante como os livros mexem com nossa vida cotidiana também!

    Por enquanto eu deixo passar a leitura porque não tenho "estômago" para suportar página por página com uma infância destruída.

    Amei sua resenha! ;*

    ResponderExcluir
  4. Fiquei chocada com a história deste livro. Já li dois com temática parecida, Vítimas do Silêncio e Meninas bonitas não são para casar mas, como já disseram, esse parece ser ainda mais pesado até pela idade da garota. Toda uma vida que foi destroçada.
    Sua resenha está muito boa e eu fiquei meio indecisa: não sei se quero correr para comprar ou se evito ele nas livrarias por medo do que posso encontrar.
    Abraços,
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  5. As vezes gosto de ler livros chocantes mas no momento estou passando longe. Por mais interessante que este livro pareça ser, não acho que sirva para eu ler neste momento :/

    A temática é bem realista e interessante mas simplesmente não aguentaria ler um livro tão pesado neste momento.

    Beijinhos,
    Thais Priscilla
    http://www.thaypriscilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Livro chocante! Eu até curto ler mas depois fico repassando as passagens na cabeça e me sobe uma angústia pela pessoa.
    Gostei muito da sua resenha.. Parabéns!
    Eu também não teria toda força e superação de Antoniette.

    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley

    ResponderExcluir
  7. Boa resenha, Regiane! Eu havia imaginado o conteúdo pela capa... e ao ver a editora imaginei que seria bom, mas ler? Talvez, se um dia criar coragem.
    Boa semana!
    Jussara

    ResponderExcluir
  8. Já tinha lido a resenha desse livro em outro blog e ficado imensamente tocada e emocionada. Confesso que não é o tipo de livro que eu leria no momento... Mas tenho ele anotadinho, para no futuro, comprar e conhecer essa história tão sofrida, tão realista!
    Beijos,
    Nica

    ResponderExcluir
  9. Olá, estou passando para deixar o selinho que te indiquei lá no blog ^^

    http://universodekamy.blogspot.com.br/2013/01/selinho-incentivo-leitura.html

    E tenho que dizer, vim aqui só para deixar a indicação do selo e no fim acabei lendo a resenha... Céus, o pior de tudo é saber que isso acontece na vida real e fico impressionada, com a autora que conseguiu escrever em detalhes. Fiquei curiosa para ler este livro!

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus, que resenha densa! >.< Com certeza quem ler esse livro se envolve de uma maneira inexplicável...só de ler o que você escreveu já mim deu dó da garota, raiva da mãe *muita raiva* e ódio do pai.. Só lendo mesmo para ter idéia do que se passa nesse livro e quero muito ler..

    ResponderExcluir
  11. Boa resenha! Dá uma certa agonia mesmo só de pensar em ler um livro assim, mas como vc disse, é fundamental. Quero muito ler, faço psicologia e queria perceber como a autora se deu com tudo isso.

    ResponderExcluir
  12. A realidade desse livro é a realidade muitas meninas por esse mundo afora. Com medo do abusador, a criança sofre e quando ela conta para alguém pensando que terá apoio, esse alguém nem mesmo acredita nela e ainda diz que é mentira, que está inventado coisas, ou ainda pior, diz que é uma menina má. O ferimento na alma e as cicatrizes no corpo permanecerão por toda a vida, mesmo com tratamentos médicos e psiquiátricos e a insegurança é algo que ninguém conseguirá acabar.
    Parabéns a autora por ter coragem de expor a história, pois em geral, a maioria prefere esconder.

    ResponderExcluir
  13. Eu normalmente não leio livros assim, porque não tenho estomago..não sei como pode ter "pessoas" que fazem isso com uma criança,
    mas como você falou, ele acaba servindo como um alerta para muitas pessoas, pois infelizmente existem muitos casos assim por ai.. fora a autora ter coragem de expor para todo mundo sua historia, é ter muita coragem, a adimiro.
    beijos.

    ResponderExcluir
  14. Achei mto corajoso a autora se expor assim! Acho q o livro serve de alerta para o que está acontecendo a nosso redor e as vezes podemos ñ nos dar conta disso! Quanto mais isso for exposto talvez nós possamos dar a devida atenção a essas crianças e jovens q sofrem isso e mtas vezes a própria família é conivente....

    ResponderExcluir
  15. Esse tipo de livro nunca é fácil de ser lido mas é um tipo de caso mais comum do que se possa imaginar. Uma realidade terrível em que uma criança sofre violência por parte daqueles que deveriam ser os primeiros a protegê-la, é revoltante mas tem que ser denunciado e o assunto deve ser debatido sem demagogia. Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  16. Achei essa história linda quando saiu e ficou pipocando de resenhas pelos blogs. Adorei o tema, é real e tem um sentimento que você sente só lendo a sinopse (pelo menos foi o que senti) e adoro histórias assim. Emocionante!

    ResponderExcluir
  17. Nossa você já começa a resenha falando sobre sua reação depois de ler o livro,o que já provoca uma certa curiosidade
    A história de Toni Maguire é realmente de drama e tristeza.Um livro que aborda a questão do abuso na infância que infelizmente atualmente apresenta números alarmantes e trazem cicatrizes para a vida inteira.

    ResponderExcluir
  18. adorei a resenha, primeira vez q leio algo sobre esse livro e ele parece ser realmente mto bom apesar de não ser realmente meu estilo de leitura.

    bjos

    ResponderExcluir
  19. Esse livro parece ser muito bom. Mesmo com a história pesada, parece levar ao leitor tudo que ela passou e sentiu quando foi abusada pelo pai e quando a mãe não acreditou nela. Fiquei curiosa para saber a minha reação ao ver tudo que ela passa, pois adoro sofrer com o livro e adoro livros com temas forte. Vou por na minha lista de leitura e espero ganhar na promoção. :) bjs

    ResponderExcluir
  20. Estou percebendo uma leve onda de livros a respeito do tema abuso sexual na infância. Acho que isso abre um precedente pra algo grave que acontece em nossa sociedade. Apesar de se tratar de um livro de ficção, fica um alerta para os pais.

    ResponderExcluir
  21. Socorr, nossa esse livro parece muito bom, tirando a capa que é meio apagadinha, mas a história é fantástica, ficção é meu tema favorito, só não sei se vou gostar de uma ficção com uma mensagem e tal, mas acho que sim, esse é um bom tema a se falar!

    ResponderExcluir
  22. Bom...esse livro parece ser um bom livro ,apesar da história ser cruel , esse tema de abuso sexual na infancia...que acontece , e muito na nossa sociedade sem punição adequada aos infratores é algo muito grave.Acho que é sim , um bom tema para alertar a sociedade do qual é cruel e repuguinante esse ato de roubar a inocencia de nossas crianças.

    ResponderExcluir
  23. Nossa!!! Confesso que não sou muito fã de livros que abordam temas muito pesados e densos como esses, mas acho que vale a pena ser lido. O tema é tão atual e real, infelizmente, que torna-se uma leitura praticamente obrigatória.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  24. Acho incrível ler livros assim, que tiram do sério e faz pensar!!
    Pelo que li na resenha, vou sofrer horrores e mesmo assim não vou conseguir parar de ler.

    Bjkas

    ResponderExcluir
  25. Nossa, deve ser muito forte esse livro, é muito triste o que acontece com essas crianças que são abusadas, é revoltante que muitas mães sabem que os filhos são abusados pelo pai e não fazem nada..

    ResponderExcluir
  26. Nossa , agora fiquei muito curiosa pra ler o livro , ele me parece bem forte e triste ao mesmo tempo ...
    Abuso infantil é um absurdo , ainda mais tendo uma mãe submissa e deixando tudo acontecer.
    Bjs

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Nossa, fiquei chocada com a historia. Principalmente com a atitude da mae da menina. Fiquei curiosa para saber o desfecho. Pretendo lê-lo! A tua resenha ta muito boa, despertando e atiçando o nosso interesse pela leitura. Parabéns.

    ResponderExcluir
  29. Eu fiquei intrigada com esse livro desde que li a sinopse.
    Não consigo imaginar tudo o que ela sofreu. E mais a coragem de contar tudo.
    Gostei muito da resenha. Ficou muito boa.
    adriana medeiros

    ResponderExcluir
  30. Eu ja sabia que o livro era forte, mas a minha surpresa lendo sua resenha é saber que é uma historia real, uma biografia, meu Deus! Fui lendo a resenha e imaginando as cenas das crueldades que ela passou...sei que é um livro triste, mas preciso ler, fiquei com um nó na garganta! Parabéns pela resenha tão bem escrita!

    ResponderExcluir
  31. Ai...
    EStupro já é um tema forte, estupro de uma criança pelo próprio pai é uma coisa que simplesmente não há palavras que descrevam.

    ResponderExcluir
  32. Já havia lido uma resenha desse livro anteriormente e a pessoa disse que quase abandonou o livro tamanho era a crueldade contida nas páginas. É triste saber que a história realmente aconteceu. Concordo com você, ninguém deveria passar por uma situação dessas :c

    @escrevendomundo

    ResponderExcluir
  33. Acabei de ler este livro,e ele simplesmente me fascinou do começo ao fim.
    Toni é um exemplo de força,superação e compaixão. Só fique com raiva,pois se isto tivesse acontecido comigo,eu nunca falaria com meus pais kkkk. Mas enfim.. Amei este livro e sua resenha.

    ResponderExcluir