Postado 24 setembro 2012

Resenha: Devoted

Por Regiane Cristina S.






Título: Devoted
Autor: Hilary Duff
Nº de páginas: 317
Ano Edição: 2012
Editora: iD









“ Sage enxergava em mim coisas que eu nunca dividi com ninguém... fraquezas que eu tentava abafar e esconder todos os dias... e ele me amava mesmo assim. O mundo parecia fazer mais sentido quando estávamos juntos. 

Comecei a ler Devoted com os pés no chão, sem criar grandes expectativas, mas para a minha surpresa, eu achei melhor que Elixir, pois a autora focou mais em mistérios do que o romance que eu sinceramente não consegui me afeiçoar. Para quem ainda não leu Elixir, recomendo que não leia essa resenha, pois como se trata de uma série, poderá conter spoilers do livro anterior.

Clea Raymond tem um único objetivo no momento: ir atrás da sua alma gêmea Sage. Ela fará de tudo para mudar o destino dos dois. Ela precisa achar uma forma de evitar que tudo acabe em tragédia como aconteceu em suas vidas anteriores.

Para tentar resgatar o namorado e viver esse amor, a garota contará com a ajuda do seu amigo Ben e também com a forte ligação que existe entre ela e Sage para guiá-la. No meio disso tudo, ainda Clea terá que enfrentar os Redentores e a Vingança Maldita. Será que ela irá conseguir finalmente ter uma vida feliz ao lado da sua alma gêmea?

A história começa morna e depois vai esquentando e esquentando ao ponto de prender totalmente. O mistério que envolve o elixir da vida é instigante, o que me fez questionar o porquê disso e o porquê daquilo. A cada capítulo a ansiedade em descobrir o que estava por trás, crescia mais. Com certeza esse é o ponto alto do livro.

Para quem leu Elixir sabe que a narração segue em 1ª pessoa. Só que em Devoted, Hilary fez diferente. Ela intercalou entre Clea e uma personagem inédita - Amélia. Eu gostei muito do resultado, pois deu visões diferentes e que foram necessárias para entender e explicar muitos dos mistérios contidos na história.

A escrita da autora segue simples e objetiva, o que torna a leitura agradável. Detesto quando um autor quer ser minuciosamente detalhista na hora de escrever, mas que acaba metendo os pés pelas mãos, por ficar dando voltas e mais voltas, sem sair do lugar, resultando em um livro maçante.

Apesar de ter me empolgado com Devoted e ter achado superior ao 1º volume da série, infelizmente ao passar da página 200, Hilary deixou a peteca cair. A trama se tornou irritante e confusa. Ela quis colocar muita ação e o resultado foi desastroso. Quando eu pensava que nada voltaria a me animar, surge o final que acabou me surpreendendo completamente. Nos últimos momentos, a autora conseguiu melhorar e elevar sua obra, o que me deixou bem curiosa para ler a continuação.

Em relação aos personagens, acho que Hilary focou muito nos novos e deixou alguns dos antigos de lado, como por exemplo, a mãe da protagonista, que soou mais com um fantasma do que qualquer outra coisa. Nem parecia que ela estava preocupada com a filha. E olha que aconteceram várias coisas horríveis, que fariam que ela fosse a mãe mais zelosa. No início do livro, deu a impressão que seria dessa forma, já que a senadora havia contratado agentes e seguranças que ficavam espalhados pela casa, para proteger Clea. O engraçado é que a garota sai, viaja, vai em busca de Sage, correndo grandes riscos, sem agentes, sem nada. Um detalhe que poderia ter passado despercebido por alguns leitores, mas que me incomodou, pois existe uma contradição nisso tudo. Se estavam lá para protegê-la, porque ela conseguia fazer o que bem entendesse sem ter o cuidado deles e da mãe? A história seguiu como se essas coisas nem tivessem sido citadas lá no começo. Foi uma bola fora.

Clea quando focava na busca sobre informações do elixir, me agradava, mas quando ela ficava se lastimando por Sage, me irritava profundamente. Aliás, o romance é o que menos me agradou, desde o livro anterior. Mais uma vez digo que não me convenceu, e apesar do casal ser considerado almas gêmeas, me passou a impressão de um relacionamento bem superficial. 

Eu gostei muito dos personagens novos, principalmente de Amélia. Ela tem um papel fundamental na história. E as partes narradas por ela, são as minhas preferidas. Já a sua mãe - Petra - não me agradou muito, mas reconheço que ela foi bem trabalhada. O pai e o avó da menina não tem seus nomes citados e eles também são poucos explorados. Então não tenho muito o que falar. Talvez Hilary tenha deixado para revelar mais sobre eles na continuação. Outros personagens que foram acrescentados na obra são: Nico, Sloane e Suzanne. Todos eles são bem presentes, apesar de achar a última desnecessária. Ela é meio apagada e não faria falta. Bom, pelo menos para mim. 

No geral, eu achei que Hilary foi mais criativa e acrescentou elementos muito mais interessantes em Devoted - apesar de algumas vezes ela ter se perdido. Na verdade não tenho certeza, se foram falhas dela ou da sua co-autora Elise Allen, assim como os méritos. Esse é um tipo de coisa chata em ter dois autores escrevendo um livro, nunca se sabe quem foi o mais dedicado e vice-versa. 

A capa do livro é linda, e fiquei feliz pela editora iD ter continuado a manter a arte original. Existem algumas falhas na revisão, que apesar de pequenas, me incomodaram. Como erros de digitação, etc. A diagramação como de costume, ficou impecável. 

Para quem gosta de histórias repletas de mistérios, com romance e uma pitada de ação, eu recomendo!







12 comentários:

  1. Eu ainda não li Elixir, então parei no primeiro parágrafo =/ Mas tenho algo a falar sobre a capa, é lindíssima!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Re, então, eu li Elixir e gostei muito, estou lendo Devoted, to no começo ainda...pagins 56, mas estou achando meio corrido, n sei... estou achando é a escrita muito diferente do primeiro. Concordo com vc sobre o romance de Clea e Sage, acho meio forçado..sei la, prefiro o Ben hehe qdo eu terminar de ler o livro volto aqui pra comentar com mais consistência. bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi..

    Eu quase comprei esse livro, mas estava na dúvida se era bom ou não. mas, depois da sua resenha vou comprar porque amei esse livro.

    ResponderExcluir
  4. Resenha perfeita, mas apesar de toda a euforia das pessoas por Elixir e Devoted, confesso que ainda não senti nenhum pingo de vontade de os ler. Não sei o por quê dessa minh atitude, mas os livros da Hilary não me atraem. Ok, posso até ler um dia, mas atualmente não é uma de minhas prioridades e nem está na minha lista de livros desejados.

    bjs,
    Camila Márcia
    @camila_marcia
    De Livro em Livro
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
  5. Apesar de não ter lido o primeiro livro da série li a resenha pois não me importo tanto assim com spoilers, mas percebi pela sua resenha que a história é bastante irregular,apesar de contar com momentos interessantes, mas como já não sou fã de trilogias acho que não vou ler essa.

    ResponderExcluir
  6. Oie Rê =D

    Aff, não sei o que anda acontecendo com essas editoras ultimamente ... são erros de revisão tão bobos que não dá para acreditar mesmo.

    Eu fiquei meio com o pé atras com essa sérei... muita gente falando mal rs...

    Em fim ótima resenha!

    bjus;***

    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li Elixir. Odiando spoilers, segui seu conselho e parei de ler a resenha... Mas a capa é lindíssima. Também pretendo começar a ler a série =)

    ResponderExcluir
  8. Sou suspeita para falar de Devoted, mais eu amei, apesar de eu ficar um pouco confusa no decorrer da historia eu fiquei louca no final do livro espero que o terceiro livro seja o melhor, afinal Hilary irá nos surpreender novamente.

    ResponderExcluir
  9. Bom, eu não li esse livro nem o Elixir. Mas gostei de sua resenha. Vou ter que esperar um pouco para ler os livros, pois minha lista já está enorme.

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não li Elixir e nem pretendo, não sei porque mas nem ele nem Devoted me chamaram tanta atenção assim.
    Parabéns pela Resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. sua resenha ta otima, queria muito ler esse livro mas ainda não li elixir ):

    ResponderExcluir