Postado 27 março 2012

Resenha: A Visita Cruel do Tempo

Por Regiane Cristina S.

 




Título: A Visita Cruel do Tempo
Autor: Jennifer Egan
Nº de páginas: 336
Ano Edição: 2012
Editora: Intrínseca








É essa a realidade, não é? Vinte anos depois, a sua beleza já foi para o lixo, especialmente quando arrancaram fora metade das suas entranhas. O tempo é cruel, não é? Não é assim que se diz?

Em A Visita Cruel do Tempo, a autora traz um assunto bem interessante, que conduz as pessoas a pensarem e a repensarem no que estão fazendo de suas vidas, e o que serão delas daqui a 10, 20, 30 anos, etc. Estarão melhores ou piores? Estarão fadadas ao sucesso ou ao fracasso?

A história que temos aqui é focada em diversos personagens, desde a um famoso executivo da indústria musical a uma assistente cleptomaníaca. Variando entre um jornalista de celebridades condenado a prisão a um produtor musical viciado em cocaína, entre outros mais. Vidas que transcorrem de São Francisco na década de 1970 a Nova York de um futuro não tão distante. Que viaja entre uma triste realidade de Nápoles a uma aventura em um safári na África.

A Visita Cruel do Tempo é como um conjunto de coisas que se sucedem e que mudam bruscamente, alternando as visões, cenários e personagens que a compõem. Que descreve como os sonhos são capazes de se tornarem possíveis ou de serem arruinados, através dos anos ao decorrer da vida.

O livro não segue uma ordem cronológica. É como uma viagem no tempo, onde o leitor poderá estar em um momento no presente, e em outro poderá ir e voltar entre o passado e o futuro. Não é uma ideia inovadora, porém devo reconhecer que é ousada e inteligente. A trama é bem desenvolvida, e a forma como a narração é colocada, é totalmente peculiar, pois varia entre primeira, segunda e terceira pessoa, além de um determinado capítulo, seguir através de gráficos.

Quanto aos personagens, não existe nenhum que eu possa dizer com todas as letras que é meu preferido ou que me cativou. É explícito que não foi esse o propósito da autora ao criá-los. Todos possuem seu lado bom e ruim, como qualquer ser humano. Uma hora podem estar no ápice de suas carreiras e de suas vidas particulares, em outros momentos podem estar simplesmente esquecidos ou no fundo do poço. São tão reais, que chegam a ser assustadores. No entanto, alguns dos que mais chamaram a minha atenção, foram Bennie e Sasha.

Não considero essa obra complexa, mas confesso que em algumas ocasiões eu me senti confusa, ao ponto de ter que voltar algumas páginas e capítulos para entender o que se passava. A quantidade de personagens também colaborou para que eu me perdesse em determinadas situações. Ainda mais que sou péssima para guardar nomes. Jennifer Egan criou uma conexão perfeita entre todos eles - mas por se tratar de uma quantidade grande - dificultou um pouco para que eu me lembrasse claramente de cada um deles, ao decorrer da leitura.

Não há dúvidas do talento de Egan quanto a ser escritora, mas senti que alguns momentos ela se prendeu muito a ser técnica, portanto alguns capítulos soaram maçantes, como por exemplo, o que foi narrado por Jules.  Foi praticamente intragável, pois ocorreu uma divagação sem fim. Outra coisa que não gostei, foi essa associação de drogas ao estilo musical rock. Como se fosse um rótulo, onde todas as pessoas envolvidas com esse gênero de música - artista ou ouvinte – fossem necessariamente usuários de cocaína, maconha, etc. Não é o primeiro livro que vejo esse tipo de assimilação. Pode parecer bobeira para muitos, mas é algo que sempre me chateia.
Também me incomodou bastante, o fato da autora ter usado e abusado de termos chulos e palavrões em alguns capítulos. Sinceramente eu nem tenho coragem de citá-los aqui.

Tirando esses pormenores, A Visita Cruel do Tempo é um bom livro. Apesar de não ter entrado para a lista dos meus preferidos, ele tem seu mérito, e de alguma forma, marca. É uma obra que nos induz a pensar em muitas coisas ao que se diz respeito as nossas escolhas e as nossas vidas.  

Eu recomendo, mas por se tratar de uma obra que foge do tradicional, não tenho certeza que irá satisfazer a todos.
 
Nota final:


38 comentários:

  1. Hmmm não é o tipo de leitura que me agrada. Não gosto de múltiplos personagens, fico confusa na maioria das vezes.
    Mas gostei muito da sua escrita, muito bem articulada :)

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, Regiane!
    Parabéns pela resenha, muito boa!
    Faz um tempinho que eu to querendo ler esse livro..

    Beijos,

    Wanessa Guimarães
    www.estanteseletiva.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Rê!
    Segunda resenha que leio desse livro nos últimos tempos, o que está contribuindo para minha vontade de lê-lo!
    Apesar de você não parecer ter amado o livro, ainda assim ele deve ser muito bom, mesmo com os pontos negativos citados. Eu quero ler, acho que vou gostar!
    Também não gosto dessa associação rock/drogas...
    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Quis ler desde quado ouvi falar dele. Essa questão de muitos personagens é algo que me incomoda também, mas ainda assim tenho boas expectativas.
    Gostei da resenha, foi bem objetiva.
    bj

    ResponderExcluir
  5. *-*
    Primeira resenha que vejo sobre o livro. Eu confesso que não gostei da sinopse e acho que não é o tipo de leitura pela qual estaria pronta, no momento sabe? Mas é interessante, já pensei muito em como eu estaria daqui 5 anos, 10 até... e não me vejo numa situação muito boa, que coisa né? :x

    Ótima resenha Re! ;*

    ResponderExcluir
  6. Ai Rê essa capa é linda, cheia de significados, e agora lendo sua resenha ela faz todo o sentido.

    Pode não ser um ótimo livro pra você, mas como beirou a isso, provável que seja para aalguns, confesso fiquei mega curiosa com essa história.

    Como sempre resenha ótima!

    BeijooocaS!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Rê,

    Só de ler a sua resenha fiquei pensando.
    Na verdade sempre me questiono sobre as minhas escolhas e como elas vão me afetar daqui a algum tempo. Geralmente esse tipo de assunto me interessa, porque querendo ou não nos força a pensar na vida que levamos. Exagerei? rs

    Enfim, não conhecia o livro e acho que , mesmo que tenha o visto na livraria, não teria prestado muita atenção. Sou uma pessoa visual e a capa não me chamou atenção..rsrs

    bjs
    Jeh Polato - Eu li e Divulgo

    ResponderExcluir
  8. Gosto de livros que mexem com tempo e etc, mas esse parece ser um pouquinho confuso como você disse. Bem, eu gostei do que li na resenha. Parece ser exatamente do tipo que me agrada. Não conhecia esse livro e nem a autora, mas gostei do que li aqui =D

    ResponderExcluir
  9. Oi Rê! :D
    Essa é a segunda resenha positiva que leio desse livro... Te confesso que não solicitei por receio, mas pelo que estou lendo parece ser um livro bem interessante! Os diversos aspectos que você colocou, pra mim, foram pontos positivos!

    :**
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  10. Que resenha interessante. Deu vontade de ler e confesso que estou curiosa pra saber o desenrolar da história!
    Espero que não me decepcione, porque livros assim costumo achar um pouco desinteressante.
    bjs :)

    ResponderExcluir
  11. Eu só vejo resenha desse livro e ô Pai, tipo, eu já queria ler antes, mas agora entom :~~

    Matheus
    @LivroseBiscoito

    ResponderExcluir
  12. Acho muito bacana ler resenhas assim, que não tem medo de expor os pontos falhos dos livros. Quanto a isso, parabéns!! E tenho que confessar que sofro do mesmo problema de não conseguir acompanhar direito narrativas com muitos personagens.. Mas de vez em quando é bom ler um livro que foge um pouco do padrão. Quem sabe :D??

    ResponderExcluir
  13. Nossa, adorei a resenha, fiquei muito curiosa p ler!!
    Beeijos

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Já li em vários lugares sobre este livro e acho demais esta ligação que é mostrada entre as pessoas no enredo. Você conheça as escolhas que eles fizeram em diferentes épocas de suas vidas até chegar o dial atual! Muito boa a sua resenha só aumentou mais a vontade de eu ler!Abrc!

    ResponderExcluir
  16. Realmente às vezes fica complicado acompanhar uma história com um grande número de personagens, de repente eu me pego perguntando a mim mesma, mas quem é esse cara mesmo? Mas se a história for interessante vale a pena acompanhar, mesmo que precise fazer uns 'flashbacks' por conta própria e reler certas passagens para se situar.

    ResponderExcluir
  17. Eu lembro da primeira vez que li algo a respeito do livro. Foi numa edição da Veja e lembro que fiquei doido pra ler o livro. Não só por ser vencedor do Pulitzer, mas pelas opiniões positivas que sempre tenho lido nas resenhas dos blogs. Tirando o fato da analogia drogas-rock e do capítulo que você disse ser enfadonho, mesmo assim gostei da sinceridade e continuo com mesma vontade de lê-lo, pois gosto de obras que trabalhem a fusão do tempo.

    Bjo

    Parabéns, mais uma vez pela resenha, pelos textos e pelo blog.

    ResponderExcluir
  18. Esse livro é muito bom. A estória dele parece ser diferente, adorei a resenha. Há pouco desejo comprar esse livro, mas o preço não ajuda, e é a primeira resenha que leio. Acho que nos faz refletir sobre diversas coisas na vida. E gostei mesmo :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Uma história muito bacana, diferente, certamente deve prender o leitor.As opniões são bem positivas e a história impressionante. A resenha em si foi sensacional.

    ResponderExcluir
  20. Super diferente a temática desse livro, que com certeza carrega uma mensagem de vida, para refletirmos mesmo.
    òtimo esse tipo de livro, amei sua resenha, como sempre, completa, mas sem revelar nada que estrague a leitura!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  21. Oi
    Essa é a primeira resenha que leio do livro, apesar dos pontos negativos e de ter personagens múltiplos acho que vou dar uma oportunidade pra ler esse livro, quem abe eu acabo gostando dele.
    Parabéns pela resenha

    Beijo
    http://marifriend.blogspot.com/
    @Storieandadvic

    ResponderExcluir
  22. Eu sempre me perco com muitos personagens... Nunca guardo o nome de todos eles e fico confusa ^^

    Parece ser um livro bastante intenso, ou estou enganada? Do tipo que vai cutucar vc de alguma maneira...

    ResponderExcluir
  23. Nunca tinha me interessado por esse livro, não sei se foi pelo fato de que a capa é muito estranha ou por não ter lido nenhuma resenha a respeito dele!!!
    ^^^
    Mas agora que eu li, e entendi a imagem da capa, me senti atraída pelo livro!!!
    Adorei a resenha...Me fez gostar do livro... :)

    ResponderExcluir
  24. Acho que já é uma marca da Intrínseca publicar livros que fogem do padrão "certinho", não é? Até hoje ainda estou bastante impressionada com Um dia e O circo da noite pois nunca tinha lido nada similar e é bom conhecer novas narrativas. ^-^
    Acredito que é um livro que realmente mexe com a pessoa, por serem tão reais como você falou. Também tenho problemas sérios em guardar nomes (e datas também), e acho que provavelmente me perderia bastante, mas acho que vale a leitura. :D

    ResponderExcluir
  25. Parece um livro bom pela resenha, e a capa é linda. Adorei o livro :D

    ResponderExcluir
  26. Desde a primeira resenha que li desse livro fiquei curiosa, porque todas as resenhas dizem que ele segue um estilo diferente. Não sei bem o que esperar dele mesmo tendo lido algumas opiniões.
    Mas, fiquei curiosa para lê-lo.

    Bjos,
    Verbologia Pink

    ResponderExcluir
  27. Parece bem viajado, mas como eu gosto dessas leituras diferentes, me deu vontade de ler!

    ResponderExcluir
  28. ahh eu tenho vontade de ler esse livro, apesar de muita gente falar que ele é bem confuso. é um livro cheio histórias e personagens... me parece interessante. Só lendo mesmo pra ver se eu vou gostar.

    ResponderExcluir
  29. Esse livro ainda permanece uma incógnita para mim. Leio resenhas e mais resenhas, vejo explicações, mas ainda não entendi a história direito. Penso que isso só é possível lendo mesmo o livro, então. Veremos.

    Abraços,

    Fátima Menezes - @fatimamd
    http://recantodecaliope.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  30. Essa autora é tão premiada pelas confusões que causa em seus leitores :)

    Mas mesmo vc ressaltando isso ainda quero muito conhecer esse livro *O*

    Gostei da sinceridade da sua resenha, mas mesmo nao tendo agradado completamente, ainda quero conhecer...

    ResponderExcluir
  31. Tô bem curioso pra ler o livro.
    Gostei muito da trama e a sinopse me deixou me intrigado!

    ResponderExcluir
  32. Gosto de conhecer autores novos mas também não gosto de ver rock associado a drogas, drogas devem ser associadas apenas a palavra usuário, e nada mais. Livros que divagam demais também não curto, odiei José de Alencar porque a narrativa é maçante mas gostaria de ler para conhecer.

    ResponderExcluir
  33. Parece ser um ótimo livro.
    Estou curioso em lê-lo.
    Espero não me decepcionar com esta obra.

    ResponderExcluir
  34. Ótima resenha!! Ficou muito boa,o livro parece ser do tipo que nos faz refletir muito sobre a vida

    ResponderExcluir
  35. Desde que este livro foi lançado o título me chamou a atenção, porém a capa me afugentava. Sei que devemos comprar ou não comprar livros pela capa, mas achei a arte estranhíssima, parecendo mais uma viagem de LSD rs. A cada resenha fui percebendo que estava perdendo tempo em não adquiri-lo e hoje este se encontra entre minhas prioridades. Quando chegamos a uma certa idade o balanço é inevitável e nem sempre o saldo é positivo.

    ResponderExcluir
  36. depois de ler a SUA resenha me interessei pelo livro, gostei muito.

    ResponderExcluir
  37. oi
    capa do livro me intrigou um pouco , por isso eu nem queria ler a resenha, mais como eu adoro o modo que você escreve as resenhas mi deu uma grande curiosidade de lê-lo.
    BJOS!!!

    ResponderExcluir
  38. Oiii, acredita que é a primeira resenha que leio desse livro, eu gosto de livros que intercalam entre passado e presente, mas não gosto mto de ler livros que vc tem que ficar voltando para poder entender a história, fica uma coisa meio confusa, mas lendo sua sinopse, me deu uma curiosidade em relação ao livro...

    BjOs!!!

    ResponderExcluir