Postado 15 outubro 2010

Resenha: Penelope

Por Regiane Cristina S.






Título: Penelope 
Autor: Marilyn Kaye
Nº de páginas:
240

Ano Edição:
2008

Editora:
Galera Record







Era uma vez um homem chamado Raph Wilhern que desejava viver um grande romance como um dos seus livros. Certo dia ele encontra Clara - uma de suas criadas que ele nunca havia reparado antes - pela qual se apaixona. Ralph pertence a uma nobre família, e quando ele comunica sua decisão em casar-se com a humilde garota, eles não aceitam. Não querendo contrariar os costumes, ele abandona Clara grávida e acaba casando-se com uma moça de sua classe. Triste e desiludida, a jovem acaba se atirando em um poço e assim dando fim a sua vida. Devido a esse ocorrido, a mãe dela - uma feiticeira - revoltada com a atitude preconceituosa dos Wilhern lança uma maldição contra eles: Que a próxima menina nascida naquela família teria cara de porco e a maldição só poderia ser desfeita quando alguém de sua mesma classe a amasse.

Após vários anos nasce Penelope, e com ela vem a tal maldição. Sua mãe desesperada por ter uma filha com focinho de porco não mede esforços para escondê-la do mundo na mansão da família. Penelope tem de tudo, roupas caras de estilistas famosos, um quarto adorável, mas infelizmente não tem nenhum contado com o mundo real, vivendo então em um verdadeiro conto de fadas.

Preocupada em quebrar a maldição de Penelope, Jessica Wilhern contrata uma casamenteira profissional para tentar encontrar um jovem de sangue azul disposto a aceitar sua filha. Infelizmente todos pretendentes assim que a vê, fogem. Penelope se vê incrédula em encontrar alguém que goste dela do jeito que é, mas quando tudo parece estar perdido para a jovem de 25 anos, surge o pretendente Edward Vanderman em sua vida. Alguém que realmente parece gostar dela, de ter sentimentos sinceros, mas ao vê-la, tem um ataque, faz um escândalo e foge como os outros. E para piorar a situação ele vai até a delegacia alegando que quase foi atacado por um "monstro", mas os policiais não dão créditos ao seu depoimento, com exceção de um jornalista que no passado, perdeu um olho tentando investigar a vida da menina com um nariz de porco protuberante.

A partir daí, Edward e o tal jornalista Lemon se unem para tentar desmascarar Penelope. Encontram Max Campion - um jovem aristocrata falido - e lhe pagam 5.000 dólares para se passar por um novo pretendente e assim ajudá-los nessa missão um tanto maldosa.

Cansada de sua vida inexistente perante ao mundo e de manter uma esperança ilusória em busca do príncipe encantado, Penelope decide se libertar e aceitar a sua condição, fugindo de casa para conhecer e descobrir aquilo tudo que lhe foi negado enquanto viveu trancada na mansão. Daqui em diante me nego a falar mais, não vou dar spoiler. Terão que ler para descobrir o desfecho da história rs.

Esse livro possui um toque de humor e ironia fantástico. A leitura é muito agradável e se desenrola facilmente, prendendo totalmente o leitor. Um enredo super fofo e romântico que além de tudo trás uma mensagem muito bonita. Adorei a história de Penelope e mais um livro que se tornou um dos meus preferidos. Amei!!!

Aceitar a si próprio é a principal chave para a felicidade.

Vejam o trailer do filme adaptado "Penelope", aqui no Youtube.

3 comentários:

  1. Oi Regiane.
    Não conhecia a história mas já anotei a dica.
    Parabéns pelo seu espaço, já estou seguindo.Aproveite as promoções que estão o correndo no Mania de Ler e fique atenda a novas.
    www.amaniadeler.com.br
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá Renata, muito obrigada, viu? Fico muito feliz com seu apoio. Vou participar da promoção Sangue e Gelo, até porque eu quero muito esse livro.
    beijos ;)

    ResponderExcluir
  3. Poutz!!!!!!!
    Quando eu terminei o primeiro parágrafo da sua resenha eu reconheci o livro, aliás reconheci o filme!! Muito boooom!!! Nem sabia que tinha livro! Cada vez mais eles estão produzindo filmes baseados em livros, né!? hehehe

    Nossa! (terminei de ler sua resenha) Parece encantador mesmo :) Fiquei com vontade de ler!
    Muito boa a resenha!!

    Abraço o/

    ResponderExcluir